Cada corpo é o Universo!! 


Já transei com homens de variados tipos físicos. Amei corpos bem magros e bem gordos. Beijei detalhes flácidos e músculos divididos. Senti o gosto de peles de diferentes cores, suadas ou perfumadas. Muita lubrificação ou quase nada. Saliva demais, saliva rara, olhos fechados, hálito sincero pela manhã, odor de rua. Penteei pelos no depois, senti espetando de novo os pelos que uma lâmina qualquer tirou. Eu ouvi gemidos em diferentes tons, ouvi silêncio e palavras inacreditáveis para a ocasião. Já bati dente com dente, cabeça com cabeça, rimos da falta de jeito, combinamos absurdamente como se deslizássemos em óleo e, sem explicação, não nos quisemos mais. Já experimentei corpos no escuro e no sol da praia, sob o qual nada nessa vida pode se esconder. Já senti desconforto com a beleza estonteante e profundo acolhimento nas formas que violam padrões. Já quis mais o outro que o corpo, já quis além e aquém do corpo, já fiz pirotecnia e amorzinho básico de inverno chegando.
Cada corpo é um universo, uma surpresa. Cada um tem seu ritmo, suas necessidades. Não existe corpo certo. Há corpos que ainda não funcionam dentro de toda a sua potência, porque estão sempre tentando ser aquilo que não são de fato. Mais importante do que ajustar o corpo ao que a mídia ordena é ajustar o corpo a si, ao próprio prazer, ao que o encontro pode render. Eu já bebi e comi de variados corpos. Já nutri e deixei com fome. Às vezes, propositalmente com fome. No final das contas, é o outro que eu busco. É a sua singularidade. A assinatura da vida em sua carne, as marcas, o tempo, o comportamento: qual a história daquela natureza sexual? Por que se desenhou assim?
Tenho muita dificuldade de entender quem não nos quer como somos, quem não quer explorar nosso corpo em suas surpresas e exclusividades. Tenho dificuldade de compreender por que, em vez de desfrutar daquilo que temos e somos agora, querem nos limpar e mutilar até que caibamos em formas que não são nossas. Que são aquilo que a sociedade convencionou como irretocável fisicamente. Eu gosto de admirar as imperfeições. Gosto de alisá-las, beijá-las, cheirá-las e deixar que me façam feliz. Por que acreditamos que é preciso possuir essa ou aquela forma? Por que não deixamos simplesmente que os corpos despertem curiosidade mútua e se descubram? Não é preciso imitar bonecos para ter o direito de gozar, fotografar, nadar, dançar, andar pelas ruas em roupas leves. Seria perder toda a sua verdade. Tampouco é acertado o argumento que vincula saúde e forma física padrão.
Gostaria que os homens, que desde muito cedo sofrem uma lavagem cerebral a respeito de quais corpos devem desejar, abrissem os olhos para as belezas que não foram contadas pelos outdoors, comerciais, novelas, programas, revistas e pela indústria pornográfica. Gostaria que as mulheres, que desde muito cedo sofrem uma lavagem cerebral, sendo bombardeadas de todos os lados a respeito de quais corpos precisam ter para que sejam desejadas, abram seus olhos para suas próprias belezas, que são inesgotáveis. Os corpos dentro dos padrões já ofereceram à humanidade tudo o que poderiam oferecer em termos de referências. Eles não precisam constituir um império que diga aos outros corpos que eles não devem existir, como quem detém o monopólio do prazer. Não é vantagem para a coletividade que poucos corpos sejam eleitos como aqueles que todos os demais seres humanos devem perseguir.
A novidade é encontrar o belo onde não foi sinalizado que ele morava. Essa é a tarefa das próximas gerações, até que estar bem na própria pele seja universal. Seja um convite ao gozo, ao arrebatamento recíproco e à celebração. Amar é para todos. Amar o corpo como ele é nos ensina isso, porque ele é o veículo, o passaporte, o meio para a experiência da vida como festa.
Autora Desconhecida

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: